Estudos Biblicos, saiba como se defender das seitas em um mundo moderno.

Influência Maçônica e oculta no Mormonismo

A evidência de que Joseph Smith tinha ligação com o ocultismo e a franca maçonaria, e como este influenciou a origem e o desenvolvimento da “Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias” não é bem conhecida pelos círculos escolares. Esse artigo resume a evidência do envolvimento pessoal em ambos a maçonaria e o ocultismo, e suas influencias na religião dos mórmons.    


“não existe absolutamente nenhuma questão em minha mente que a cerimônia do mórmon a qual veio para ser conhecida como a dotação, introduzida por Joseph Smith para os mórmons maçons, teve uma inspiração imediata da maçonaria.” — Dr. Reed Durham, Historiador IJCSUD.”

 

 A ligação dos mórmons com o Ocultismo.

 Ambos Joseph Smith e seu pai eram envolvidos nas práticas do ocultismo conhecidas como “caçada ao tesouro.” Isso envolvia rituais especiais e cerimônias que eram realizadas no propósito de obter tesouros enterrados que eram escondidos pelos maus espíritos. Cálculos de caça ao dinheiro durante os anos 1700 e os anos 1800 estão documentados no artigo de Alan Taylor “a caça ao tesouro no nordeste da América, 1780-1830", publicado no American Quarterly, 38 [ na primavera 1986] esse artigo menciona de forma especial Joseph Smith, Sr., e Jr., nas páginas 10-12, dando exemplo de suas atividades da busca de dinheiro. O professor seminarista Grant Palmer sobre a IJCSUD também prova com documentos as crenças no ocultismo e as práticas da família Smith e, também aqueles próximos a eles, no livro An Insider's View of Mormon Origins, (SLC, Signature Books, 2002, pp. 175-195).

 

O envolvimento de Joseph no ocultismo. O papel de Joseph Smith, Jr na busca por dinheiro foi especialmente importante desde que ele teve uma visão da pedra. Joseph colocaria esta pequena pedra especial em seu chapéu, então colocou o chapéu em seu rosto impedindo que a luz entrasse. Fazendo isso ele alegou que podia ver coisas de forma sobre naturais, e ajudaria aqueles que estavam procurando o local onde o tesouro estava enterrado e observando os espíritos que estavam vigiando o tesouro. O próprio Joseph admitiu ser um caçador de dinheiro, contudo o mesmo disse que isso nunca foi muito lucrativo para ele (History of the Church, V. 3, p. 29). A procura de tesouro dele e de seu pai continuou até pelo menos 1826. Do dia vinte de março, ano que Joseph foi preso, trazido a julgamento, e acusado em ser um “Olho de vidro” e uma pessoa fora da lei. As leis naquele tempo tinham o que era conhecido como “Lei de Nômade” isso define uma pessoa fora da lei como alguém que achava ter habilidades nas áreas da quiromancia, achando fortunas ou descobrindo onde mercadorias perdidas podiam ser encontradas. Segundo os registros da corte de justiça determinou popularmente que Joseph era culpado, contudo nenhuma pena foi determinada, provavelmente por ser reu primário ou que porque era sua primeira acusação (Inventing Mormonism, Marquardt and Walters, SLC: Signature Books, 1994, pp. 74-75).

 

Durante esse período de 1827 a 1830, Joseph Smith abandonou a companhia de seus ex associados da busca de dinheiro, mas continuou a usar para os propósitos religiosos a profecia da pedra que havia anteriormente empregada na busca do tesouro. O seu uso mais intensivo e produtivo da profecia da pedra estava tradução do livro dos Mórmons. Mas também deu ordens a várias revelações para seus associados pela pedra (o mormonismo recente e a vista mágica mundial, D. Michael Quinn, Signature Books, SLC, 1987, p. 143). 

 

Esse fato é sustentado pelo Autor Richard S. Van Wagoner da IJCSUD que fundou,

Essa pedra, ainda mantida em conservação pela primeira presidência Da Igreja JCSUD, era veículo pela qual as placas douradas foram descobertas e o medium através do qual sua interpretação veio (Sidney Rigdon: A Portrait of Religious Excess, Signature Books, SLC, 1994, p. 57).

Assim vemos que historiadores provaram com documentos uma continuação entre as práticas recentes ocultas e as origens do Mormonismo. Isso liga ao desenvolvimento dos templos de cerimônia da “Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.”  

Semelhanças do Ocultismo nos templos dos Mórmons. O historiador D. Michael Quinn fez uma pesquisa extensiva nas cerimônias e os antigos mistérios relacionados ao ocultismo. Ele declara:

Extraindo apenas das Descrições autorizadas dos dons pelos lideres da Igreja dos Mórmons, eu creio que é possível ver dentro do contexto histórico como os dotes dos mórmons refletia os antigos mistérios ocultos bem próximo da maçonaria (Mormonismo atual e a vista do mundo mágico, p. 186).   

Aqui estão as 10 características comuns essenciais a ambos rituais ocultos e os templos de cerimônia do mórmon:   

  • Elas são relacionadas por Deus do começo, mas deturpando para Apostasia. 
     
  • Elas colocam uma ênfase no valor dos Iniciantes.  
     
  • Elas incluem o batismo e unção, um novo nome e novas vestes.
     
  • Dão ênfase nos votos das não revelações.  
     
  • Tem ambos rituais “inferiores e “maiores”.  
     
  • Retratam apresentações do ritual através da dramatização 
     
  • Contem um juramento de castidade requerendo pureza rigorosa e virtudes dos participantes.
  • Retratam o uso proeminente do sol, lua e as estrelas como símbolos chaves.
     
  • O propósito do ritual é auxiliar a chegar a natureza divina. 
     
  • Empregam títulos e posição de profetas, sacerdotes e reis para quem está na liderança.

Depois de apresentar os comentários dos materiais de Quinn,

Para ter certeza de que os rituais maçônicos também têm semelhanças com os mistérios antigos, mas não havia ligações a nenhum conceito com ascensão celestial, que foi fundamental a ambos os mistérios ocultos e a dotação dos mórmons. Portanto, quais similaridades podem existir entre a maçonaria e o mormonismo parece mais apropriado para ser reconhecido como superficial, considerando os mistérios ocultos e a dotação dos mórmons manifesta relações familiares estruturais e filosóficas.  (Ibid., p. 190).      

 

 

O mormonismo e a maçonaria

A influência maçônica no mormonismo e Joseph Smith foram notados por um número de historiadores. Algumas das áreas unidas pela erudição e o ritual maçônico inclui o Livro do Mórmon,  a vida pessoa de Joseph, os templos dos Mórmons   

 

Temas da maçonaria relacionados aos Livros dos Mórmons. John L. Brooke em seu livro Refiner's Fire: The Making of Mormon Cosmology, 1644-1844, notou que o seguinte na referência a história da descoberta das placas de ouro e a estrutura da narrativa do Livro do Mórmon:  

A maçonaria provem um ponto de acesso nessa história muito complexa. Enquanto ela estava em Vermont, A fraternidade maçônica era uma característica dominante da paisagem cultural no município de Ontário de Joseph Smith... As densas redes das lojas maçônicas e os capítulos ajudam a explicar o simbolismo maçônico que percorre pela história do descobrimento das Placas Douradas. Obviamente, a história de sua descoberta em uma estrutura de pedra arqueada em um morro ressoado. o Mito de Enoque do Arco Real da franca maçonaria, na qual o profeta Enoque, instruído por uma visão, apresentou os mistérios da maçonaria esculpindo as em uma placa de ouro que ele colocou na estrutura de pedra arqueada marcadas com pilares para serem descobertas por Salomão. Nos próximos anos o profeta enoque executaria um papel central na cosmologia emergente de Smith. As histórias de Smith de suas descobertas ficaram mais elaboradas com o passar do tempo, e no mês de Junho de 1829 ele prometeu a Oliver Cowdery, David Whitmer e Martin Harris que eles veriam não apenas a placas mas, também, outros maravilhosos artefatos: o Urim e Thummim dependurado a um peito de armas sacerdotal, a espada de Laban, e o guia de Milagres. Oliver Cowdery e Lucy Mack Smith mais tarde descreveram três ou quatro pequenos pilares sustentando as placas. Todos esses artefatos tinham analogia com a maçonaria.      

… As fontes desses símbolos maçônicos estavam nas mãos. Evidentemente, Oliver Cowdery teria sido uma fonte, sendo que seu pai e irmão faziam parte dos iniciantes do Arco Real; um residente de Palmyra se lembrou de Oliver Cowdery ‘não visitava nenhuma igreja e era um maçom. ’... Um comentário de Lucy Mack Smith em seu manuscrito escrito nos anos de 1840, protestando que a família não abandonou todos os trabalhos de casa para tentar ‘vencer a Habilidade de Abrac, desenhando círculos mágicos, ou falando calmamente, ’ sugere uma familiaridade com manuais maçônicos: a “Habilidade de Abrac” estava entre os mistérios maçônicos.

 

De qualquer modo, não durou muito na vida para que o envolvimento de Joseph se tronasse mais pessoal.  

O envolvimento pessoal de Joseph na Franca Maçonaria. O Apóstolo Mórmon John A. Widtsoe declarou:

 Muitos dos Santos eram Maçons, tais como os irmãos de Joseph Hyrum, Heber C. Kimball, Elijah Fordham, Newel K. Whitney, James Adams, e John C. Bennett .... com o consentimento do profeta,  membros da igreja já maçons pediu ao  Grand Mestre de Illinois  a permissão para erguer uma loja maçônica em Nauvoo... Isso foi dia 15 Março de 1842, antes que fosse dada a autorização para a construção da loja em Nauvoo e a recrutarão de novos membros. Joseph Smith se tornou um membro (Evidences and Reconciliations, 1 volume, pp. 357-358).

Joseph Smith Admitiu ser um maçom na historia da sua igreja, volume 4, página 551. Sob a data de 15/03/1842 você pode ler: “pela manhã eu recebi o meu primeiro grau na franca maçonaria na loja de Vauvoo, reunido em muitos negócios.” “O registro para o próximo dia diz, Eu estava na loja maçônica e avancei para o sublime Grau” (pag 552).     

Como a ligação de Joseph afetou o desenvolvimento da igreja dos mórmons? A área mais importante aparece no desenvolvimento das cerimônias do templo do mórmon. Como você viu acima, Joseph se tornou maçom em 15/03/1842 e “chegou ao grau sublime” e no dia seguinte, menos de dois meses depois  04/04/1842, Joseph introduziu a cerimônia de dotação (History of the Church, Vol. 5, pp. 1-2).

 Os templos de cerimônias maçônicos e dos mórmons. A influência penetrante da franca maçonaria no templo do mórmon é bem mostrada pelo historiador Dr. Reed Durham. Dr. Durham, que serviu como presidente da associação de história dos mórmons. Ele provem um número de interesses paralelos entre a maçonaria e o mórmon. Ele dá evidências claras da influência da maçonaria no mormonismo.

           

 

 

 

 

 

Contador de Visitas